Afinal, o que o termo Web 2.0 significa ?

web_2_0_burbujajpg

“O termo Web 2.0 é utilizado para descrever a segunda geração da World Wide Web –tendência que reforça o conceito de troca de informações e colaboração dos internautas com sites e serviços virtuais. A idéia é que o ambiente on-line se torne mais dinâmico e que os usuários colaborem para a organização de conteúdo.”

Apesar desta descrição acima (os colunistas da Folha são os melhores!), o termo é amplo demais para uma definição exata, portanto é de ser comum que haja diferentes pontos de vista.

Regras

  • O beta perpétuo – não trate o software como um artefato, mas como um processo de comprometimento com seus usuários
  • Pequenas peças frouxamente unidas – abra seus dados e serviços para que sejam reutilizados por outros. Reutilize dados e serviços de outros sempre que possível.
  • Software acima do nível de um único dispositivo – não pense em aplicativos que estão no cliente ou servidor, mas desenvolva aplicativos que estão no espaço entre eles.
  • Lei da Conservação de Lucros, de Clayton Christensen – lembre-se de que em um ambiente de rede, APIs abertas e protocolos padrões vencem, mas isso não significa que a idéia de vantagem competitiva vá embora.
  • Dados são o novo “Intel inside” – a mais importante entre as futuras fontes de fechamento e vantagem competitiva serão os dados, seja através do aumento do retorno sobre dados gerados pelo usuário, sendo dono de um nome ou através de formatos de arquivo proprietários.

Ferramentas 2.0

Publicidade
O dominante nesta área da web 2.0 é sem dúvidas o Google Adsense, que ajuda webmasters/blogueiros, a ganhar dinheiro com seu trabalho. É a mais importante fonte rentabilização para as empresas que adotaram aWeb 2.0 como filho. Ao lado dos resultados de busca, o serviço gera anúncios relevantes para o conteúdo de cada página de um website, gerando receita para o site a cada vez que o anúncio for clicado, de acordo com a força, preço e relevância do anúncio sobre a página, é estipulado o preço do clique.

Programação
Ajax: Um pacote amplo de tecnologias usado com ideais de criar aplicativos interativos para a web. A Microsoft (como sempre,hã?) foi uma das primeiras empresas a explorar a tecnologia, mas a adoção da técnica pelo Google, para serviços como o do Google Maps, mais recente e eficiente, é que fez do Ajax uma das ferramentas mais quentes entre os webmasters. Desmascarando o Ajax

Rotas e Mapas
Mash-ups: Serviços criados pela combinação de dois diferentes aplicativos para a internet. Como exemplo, a mistura de um site de mapas online com um serviço de anúncios de imóveis para apresentar um recurso unificado de localização de casas que estão à venda.

Favoritos
RSS (Really Simple Syndication): é uma maneira de distribuir informação por meio da internet que se tornou uma poderosa combinação de solicitações de informações desejadas (Pull) e as informações enviadas automaticamente ao usuário (Push). O visitante de um site que funcione com RSS pode solicitar que as atualizações lhe sejam enviadas

Livre dos Rótulos? Jamais!
Tagging: Uma versãO 2.0 das listas de sites preferidos, oferecendo aos usuários uma maneira de vincular palavras-chaves a palavras ou imagens que consideram interessantes na internet, ajudando a categorizá-las e a facilitar sua obtenção por outros usuários

Eu e o Webmaster?
Wikis: Páginas comunitárias na internet que podem ser alteradas por todos os usuários que têm direitos de acesso. Usadas na internet pública, essas páginas comunitárias geraram fenômenos como a Wikipedia, que é uma enciclopédia on-line escrita por leitores. Usadas em empresas, as wikis estão se tornando uma maneira fácil de trocar idéias para um grupo de trabalhadores envolvido em um projeto.

Links:
Wikipedia
Folha Online
Web2.0

Anúncios

0 Responses to “Afinal, o que o termo Web 2.0 significa ?”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Perfil

RAFAEL NL FREITAS escreve livremente há 7 anos.
É servo do Estado e réu do Liberalismo.
É jornalista e é leitor.
É cidadão deliberativo e blackbloc.

É o autor de “Aspectos Legais da REDESIM e sua Aplicabilidade no Estado do Rio de Janeiro“ e da obra ‘‘Panorama da nova Administração Pública: ADTEN, REDESIM e Plano Maior’’.

fevereiro 2009
S T Q Q S S D
« jan   ago »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728  

Hospedagem Gratuita

Web Hosting

My Del.icio.us

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 2 outros seguidores


%d blogueiros gostam disto: